Mini-rapaz

Essa carinha sensualizando é para matar qualquer um né?
Esse menino maluquinho!

Amor mais lindo da titia! ❤

Festa Crianças 20-09-15 (129)

Criançada linda

Tarde com essa criançada mais linda.. Alguns de muitos ❤

cats

Mas a mulherada que é um grande exército, está na minoria aí.
Théo, Elly, Frederico, Lorena, Clara e Arthur ….Fala se não dá vontade apertar até os zóio saltar??? ❤ ❤

Apenas no meu mundo!

Quando eu fui ferido
Vi tudo mudar
Das verdades
Que eu sabia…

Só sobraram restos
Que eu não esqueci
Toda aquela paz
Que eu tinha…

Eu que tinha tudo
Hoje estou mudo
Estou mudado
À meia-noite, à meia luz
Pensando!
Daria tudo, por um modo
De esquecer…

Eu queria tanto
Estar no escuro do meu quarto
À meia-noite, à meia luz
Sonhando!
Daria tudo, por meu mundo
E nada mais…

Não estou bem certo
Que ainda vou sorrir
Sem um travo de amargura…

Como ser mais livre
Como ser capaz
De enxergar um novo dia…

Expoflora 05-09-15 (189)

A melhor coisa que você pode fazer por um filho é ter outro

Esses  dias a Iara me marcou num texto que eu mesma achei que tivesse escrito, me identifiquei demais, e comecei a procurar desesperadamente pela internet, porque não achava a marcação dela no Facebook.

Então, vou postá-lo aqui agora.

Por Tati Bernardi.

Sou filha única. Essa semana meu pai fez uns exames no hospital, nada preocupante. Fiquei na sala de espera, aguardando que ele voltasse dopado pela melhor droga do mundo: a da endoscopia (você já experimentou? É sensacional!). Enquanto esperava, fantasiei. Tenho a maldita mania de dramatizar tudo. Imaginei que ele estava internado ali e que eu esperava por notícias de sua saúde. Fui acometida por um golfo súbito e indiscreto de tristeza que fez saltar lágrimas de todos os buracos da minha face. A recepcionista me olhou assustada e, tentando doçura, avisou “é um exame muito simples, sem riscos, ele volta em trinta minutos no máximo”.
Pedi licença, sem me explicar (eu não sei me explicar, sou louca, só isso) e me tranquei no banheiro mais próximo. Chorei vinte e sete minutos ininterruptamente naquele banheiro. Senti uma solidão profunda, devastadora, invencível, arrebatadora e inexplicável. Abracei a lamúria até ser despertada por uma velhinha da fila da colonoscopia: ela precisava mais do banheiro do que eu. Quando meu pai saiu, eu estava firme e piadista. Como sempre. Sou sempre firme e piadista com meus pais. Mas por dentro eu estou morrendo. Meus pais estão com 65 e 70 anos. O mais velho é meu pai. Podem durar mais vinte anos, eu sei. Mas pela primeira vez na vida comecei a pensar na morte deles. O problema é que eles envelheceram e eu não. Eu continuo com 12, 13 anos. Firme e piadista por fora…mas assustadíssima e carentíssima por dentro.
Mas onde quero chegar com tudo isso? Não quero chegar, quero voltar. Quero voltar pro útero de mamãe e me dividir em duas. E me dar um irmão. Alguém nesse mundo que possa se trancar comigo em um banheiro improvável e chorar porque, um dia, nossos pais vão simplesmente desaparecer. Eu tenho amigos, muitos. Eu tenho uns parentes por aí também. Mas não tem jeito, eu sou ridiculamente sozinha nessa vida. Eu sei, tem gente que tem irmão e nem olha na cara dele. Eu sei, nossos irmãos de verdade são os nossos amigos. Mas não é de uma amizade pura e perfeita e presente que estou falando. Eu estou falando de existir mais alguém nesse mundo que, um dia, divida comigo essa dor incomensurável de perder um pai ou uma mãe. Saber que a história da minha infância se encerra em mim é tão terrível que acho que virei escritora por isso. Talvez se eu me contar, eu exista. Talvez se eu me lembrar, eu exista. Ter um irmão é ter, pra sempre, uma infância lembrada com segurança em outro coração.
Eu queria ter alguém que dividisse comigo todas as maravilhas e todas as desgraças de ter nascido com esse pai e essa mãe. Eu queria ter, quando meus pais se sentem sozinhos ou decepcionados ou apertados de grana, apenas metade da culpa gigantesca que é ser um filho. Eu queria ter, nos jantares alegres e também nos insuportáveis, apenas metade dos méritos. Enfim, a endoscopia não deu nada. Os exames de sangue do meu pai estavam melhores do que o meu. O manobrista do hospital deu 25 reais. O trânsito da volta estava um caos. Meu pai disse as coisas mais engraçadas do mundo no carro, por causa da melhor droga do mundo. Essas todas eram coisas que eu queria muito dividir com alguém. Sobrou pra você, leitor.
Congresso 14-16-2015 (204)

Untitle- queria poder fazer mais!

Eu sempre fui melhor em escrever, do que falar, abrir a boca e expressar meus próprios sentimentos sempre foi um grande desafio, e parece que até escrever está sendo difícil. Confesso que isso era ainda pior no passado.
Sabe….Em certos momentos, eu consigo dizer “eu te amo” ´mas parece que não sai verdadeiro como eu gostaria que saísse, e nessa hora queria que a pessoa pudesse ler lá dentro do meu coração e ver o quão verdadeiro essas palavras são. Por que se eu arriscar dizer “eu amo você”, pode escrever numa rocha, que é a pura verdade!

Há meses a minha vida vem passando por um turbilhão de emoções, eu sinto o mundo conspirar contra mim, sinto que toda dor do mundo se concentrou dentro do meu peito, eu rio, eu disfarço, eu tento não chorar perto de ninguém, especialmente daqueles que eu amo. Eu sou boa nisso, pode perguntar, tenho várias testemunhas.

Mas além de aprender a esconder meus sentimentos, a tempos eu venho aprendendo cada vez mais o significado da palavra “empatia”, palavra qual eu nunca realmente prestei atenção.

Basicamente, colocar-se no lugar da outra pessoa, em face de sofrimento, até que fiquei boa nisso também.
E hoje é um dia que eu queria muito, ter poder de tirar a dor de uma grande amiga minha, que como já disse não imaginava que tornaria tão amiga.
Eu perdi meu pai, hoje ela perdeu um filho! Eu fiquei orfã, mas uma mãe fica o que quando perde uma parte de si? Ninguém deu um nome para esse tipo de perda, nenhum dor deve se comparar a isso. Eu sinto que perdi um pedacinho de mim, uma pessoa que não era minha e já tinha aprendido amar e querer junto comigo. Não posso falar que sei o que é essa dor, pois seria uma mentira, mas ver aqueles que você ama, em prantos, faz você querer arrancar essa dor para si mesmo!
Eu passei por isso a 10 meses atrás, passei por isso a 1 mês, e estou novamente com essa vontade hoje. Não dá parar tirar essa dor, não dá para escolher as mais belas palavras de conforto, por que nada nessa hora parece fazer sentido.
Então a única coisa que eu sei fazer é largar tudo e ficar quietinha, do ladinho, tentando desesperadamente fazer uma piada boba e arrancar um sorriso mesmo que dure um segundo…

Expoflora 05-09-15 (159)

Não sei como nossa amizade começou de fato, e por que, talvez não faça sentido, ou tenha todo sentido afinal! Não sei dizer. Mas posso afirmar que eu encontrei nela uma irmã mais velha que eu sempre quis ter, alguém que comecei a confiar, rir das bobagens e de nossas piadas bobas, pedir socorro nas horas mais difíceis, e quantas foram essas horas hein? Sempre junto, independente do dia, da hora ou dos planos anteriormente feitos.
Não posso fazer muito, não tenho poderes pra mudar o mundo, mas estou aqui para o que precisar, independente do que já foi feito por mim, que será sempre uma eterna dívida que nunca poderei pagar, se eu puder ajudar no mínimo que for, como já disse não pelo que já recebi, mas pelo que eu sou quando estou junto com você, me inspira a dar o meu melhor, e ser grata pelo que eu tenho, e retribuir o que ganho. E isso não tem preço.
Às vezes a gente se altera, às vezes nossas opiniões se divergem, e isso no final acaba fortalecendo ainda mais nossa amizade.
Não posso dizer o quanto nossa amizade vai durar, mas quero cultivar o suficiente, e dar meu melhor para que possamos passar a eternidade juntas, livre dessa vez de todo sofrimento, de toda dor, de toda essa tristeza!
Pois sabemos que tudo isso um dia vai passar.
Me perdoa por não poder fazer mais tá? ❤

Holambra

Tocaram um terror horrível em cima de nós, dizendo que a Expoflora estava feia,não valia a pena,e era tudo muito caro.De fato tudo é caro mesmo.
Mas eu não sei em que Holambra esse povo foi, mas ontem para mim estava perfeito.
Amei demais, a companhia, as risadas, muitas fotos, de fato o que faz a diversão a alegria são as pessoas.
Bons amigos se divertem até na guia da calçada!

DSC_5887 Expoflora 05-09-15 (162)

 

Apesar de certos problemas nunca deixarem nossa mente, ontem foi o dia mais descontraído que tive desde o dia 16.
Pena que todos os dias não são assim! Deve ser exatamente por isso que eles são tão bons, por serem limitados, não durarem muito, ai damos mais valor.